Trappist Westvleteren – A melhor cerveja do mundo

All Westvleteren BeersWestvleteren 8, Westvleteren Blond e Westvleteren 12

Você já tomou a melhor cerveja do mundo ???

Conforme dito no post anterior, uma das cervejarias trapistas chama mais a atenção do que as outras.
Estou falando da Trappist Westvleteren
Essa abadia produz 3 tipos de cerveja:

Trappist Westvleteren Blond  (5,8 vol.% alcoólico)

Westvleteren BlondDetalhe da tampa

Trappist Westvleteren BlondReparem na “sujeira” que fica depositada no fundo do copo

Esta é a cerveja que os próprios monges consomem. É do tipo Belgian Specialty Ale
É mais leve do que as outras e a única cerveja clara deles.
Maravilhosa, com um gosto muito frutado.


Trappist Westvleteren 8 (8 vol.% alcoólico)

Westvleteren 8Detalhe da tampa

vEssa 8 eu tomei em Brugge, Bélgica. Close-up.

Essa é a intermediaria. É do tipo Belgian Dark Strong Ale
Foi a primeira Westvleteren que tomei. Sem dúvida uma bela cerveja. Me lembrou a Rochefort 8.


Trappist Westvleteren 12 (10,2 vol.% alcoólico)

Westvleteren 12Detalhe da tampa

Westvleteren 12Pena que vocês não puderam sentir o aroma quando abrí a garrafa

A mais alcoólica de todas. É do tipo Belgian Dark Strong Ale
Esta cerveja em especial está em primeiro lugar de muitos rankings mundiais de cerveja.

Para degustar esse cerveja(e qualquer outra cerveja que esteja degustando pela primeira vez), deve se tomar fria, e não gelada. Para isso, coloquei a garrafa na geladeira por apenas 30 minutos. Ela deve ter ficado com cerca de 12º graus.
Dessa maneira você realmente consegue sentir todos os aromas que esta maravilha pode lhe proporcionar.


Antes que você pergunte, eu lhe digo: Não, as cerveja da Westvleteren não tem se quer um rótulo. A única maneira de identificar qual é qual é por detalhes na garrafa e pela cor da tampa.

Veja alguns dos maiores rankings de cerveja mundiais que consultei recentemente:

BeerAdvocate
Westvleteren 12 – 1º lugar
Westvleteren 8 – 8º lugar

RateBeer
Westvleteren 12 – 1º lugar
Westvleteren 8 – 15º lugar

Brejas (maior site brasileiro de cervejas)
Westvleteren 12 – 1º lugar
Westvleteren 8 – 8º lugar

Existe uma beer shop em Brugge que se chama 2 Be. É a maior beer shop que já ví, vejam algumas fotos aqui.
Ao lado dessa loja, existe um corredor que é conhecido como “Beer Wall”. Segundo eles, alí estão todas as cervejas belgas. Não sei se realmente estão todas, mas tem MUITAS! Aqui dois vídeos que fiz lá:

Ao final dessa beer wall, temos a Westvleteren 12. A foto ficou escura, mas mostra o ranking mundial e uma garrafa e cálice dela abaixo:

Beer Wall Westvleteren 12

Uma coisa curiosa sobre os monges da Westvleteren é que eles não ficam muito confortáveis com o fato da cerveja deles ser considerada a melhor do mundo. O problema é que como todo monastério trapista, a cerveja é apenas um meio de se conseguir fundos para suas atividades e eles ficam bravos porque 90% das pessoas que visitam o mosteiro vão lá por causa da cerveja e não para rezar e realmente conhecer o lugar.
Logo quando abriram a nova cervejaria após as segunda guerra mundial o monge Father Abbott se pronunciou: “We are no brewers. We are monks. We brew beer to be able to afford being monks.(“Nós não somos cervejeiros. Nós somos monges. Nós fazemos cervejas para poder ser monges”)http://www.sintsixtus.be/eng/brouwen.htm

Isso deixa bem claro que se eles tivessem dinheiro, não fariam cerveja.

A primeira coisa que pensei quando decidimos ir para a Bélgica foi: “TENHO que visitar a abadia de Saint Sixtus“.
Fiquei na Bélgica do dia 16/09 até 20/09. Um dia antes de sair do Brasil, somente para confirmar, fui ver o horário de abertura da abadia… e sabe o que constava no site deles ?

“Estaremos fechados de 16/09 até 03/10”

Minha reação quando lí isso:


OMFG Cat

Como  a abadia estava fechada e não tinha jeito de ir experimentar essa lenda lá, tive que sair na busca do mercado negro. Sim, mercado negro, pois os monges não permitem a revenda dessa cerveja, seja em bares ou empórios.

A única maneira de se comprar essa cerveja é diretamente no mosteiro na cidade de Westvleteren. E não pense que é só chegar lá e falar: “Ow seu monge, me vê 50 garrafas ae malandrão“.
Não senhor, se quiser comprar, primeiro você deve entrar na página do site que diz quando eles irão colocar a cerveja que você quer a venda, pois ela só é feita quando eles precisam levantar fundos. Aí você liga lá e agenda um dia pra ir pegar, e eles só vendem em caixas de 24 garrafas.
Se você quiser apenas experimentar as cervejas e comprar copos e kits de presente, você deve ir no pub In De Vrede.
Este é o único bar autorizado a vender as cervejas da Westvleteren, ele fica ao lado da abadia.

MAS…. isso não quer dizer que as pessoas não vão vender. Achei ela pra vender em 4 beer shops, dois em Bruxelas e dois em Brugge. Porém, ainda tinha um problema.
Foi relativamente fácil achar Westvleteren 8 e a Blond, mas nada da tão falada 12.
Eis que estava passeando em Bruxelas e vi um beer shop chamado Beer Planet, e quando entro lá, adivinha o que tinha ???

Beer Planet - Trappist WestvleterenWestvleteren 12 , Great Success!!!! \o/

Mais do que rápido fui ao vendedor perguntar quanto era e ele me responde na maior naturalidade: “A Westvleteren 12 não está a venda”

OMFG CatOlha o gatinho ai novamente…

Tá brincando que além de não conseguir visitar a abadia o viado não ia me vender a ÚNICA Westvleteren 12 que eu tinha achado ???
Bom, realmente ela não estava a venda, mas ele me “daria de graça” se eu gastasse 100 euros. Ahhh amigão… falou pro cara errado.
Quem é brasileiro e toma essas cervejas sabe que o equivalente a 100 euros não dá pra comprar muitas cervejas tops belgas aqui no Brasil… mas eu estava na Bélgica meu amigo… 100 euros deu pra levar uma DeuS(R$200 aqui no Brasil), Gouden Carolus edição especial, várias belgas que eu não conhecia, gueuzes, fruit lambics e ainda duas Gouden Carolus Cuvee Van de Keizer Blauw safra 2000, além de copos da Westmalle, Westvleteren, Orval e Gouden Carolus.

Após todo esse “esforço”, finalmente consegui minha tão procurada Westvleteren 12, que veio extremamente embalada em papel bolha pra não quebrar.

Veredito:

Tomei essa cerveja pela primeira vez neste fim de semana, e ainda consigo sentir o gosto de caramelo dela. Ela chega a ser levemente adocicada.
Se trata de uma cerveja extremamente complexa, muito macia e sedosa, com álcool bem inserido. O aroma é um perfume, com notas de caramelo, toffee e frutas secas.
Quando se abre a tampa o cheiro já domina o ar.
Lembre-se, a melhor maneira de se tomar essa cerveja é no cálice trapista da própria Westvleteren e ela deve ser servida em torno de 12º, ou seja, fria e não gelada. 30 minutos na geladeira é o suficiente.
Não vá com muita sede a taça, antes de beber, sinta o aroma e identifique todas as notas complexas que esta cerveja desperta. Após um boa análise sensorial, dê a primeira golada e se deleite com o festival de sabores que esta cerveja consegue prover como poucas.

A Westvleteren 12 é realmente a melhor cerveja do mundo?

É sem dúvida a mais exclusiva e está entre as melhores do mundo na minha opinião. Cervejas como a Rochefort 10 e St Bernardus ABT 12 dão uma boa idéia do que é a Westvleteren 12.
Com certeza o charme da garrafa sem rótulo, as histórias, os monges e a raridade dessa cerveja criam todo um ambiente a favor dela, fazendo dessa cerveja um item místico, só por isso, você já vai com bons olhos à cerveja.

Seja você um grande conhecedor de cervejas ou apenas um iniciante, é impossível ficar indiferente a essa cerveja após o primeiro gole.

Wesvleteren in Cambrinus BruggeA primeira Westvleteren agente nunca esquece. Tomando uma Westvleteren 8 no maravilhoso bar Cambrinus em Brugge – Bélgica

page-divider

alcoolico

176 thoughts on “Trappist Westvleteren – A melhor cerveja do mundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *